Clínica da Família no Estácio continua sem alguns remédios, dizem pacientes

H√° medicamento que est√° em falta h√° seis meses

Clínica da Família no Estácio continua sem alguns remédios, dizem pacientes

Em matéria publicada 17 de junho pelo portal Grande Tijuca, pacientes que precisam de medicamentos na Cl√≠nica da Fam√≠lia Medalhista Ol√≠mpico Ricardo Lucarelli Souza, no Est√°cio, reclamaram da Prefeitura pela falta de medicamentos. Tr√™s meses depois, a situa√ß√£o continua cr√≠tica e de descaso, segundo os pacientes. Na unidade, que fica na Rua Frei Caneca, algumas medica√ß√Ķes b√°sicas n√£o est√£o sendo distribu√≠das, deixando quem precisa na m√£o.

"Naquela ocasi√£o, estava em falta o Anlodipino e Omeprazol. O primeiro, chegaram a repor e j√° acabou. H√° um m√™s n√£o tem. H√° pelo menos seis meses que vou tentar buscar o Omeprazol e nada. O Espironolactona também est√° h√° seis meses sem estoque", questiona o aposentado Helio Balsa.

Segundo o aposentado, outros pacientes sofrem com a falta de medicamentos na clínica.

"Provavelmente, os idosos como eu que precisam de remédios constantemente saem de m√£os abanando. Normalmente quando vou buscar sempre vejo a farm√°cia vazia. Em junho, j√° havia reclamado, tendo a secretaria de Sa√ļde se comprometido a resolver. Hoje fui buscar e só tinha a losartana, o restante n√£o.

Procuramos novamente a Secretaria Municipal de Sa√ļde. A coordena√ß√£o de sa√ļde da √°rea da Cl√≠nica da Fam√≠lia Medalhista Ol√≠mpico Ricardo Lucarelli Souza informa "que o estoque de espironolactona est√° regular e o medicamento anlodipina tem previs√£o de entrega pelo fornecedor para o dia 04/10. O omeprazol encontra-se em processo de compra".