Consumidores reclamam de aglomeração e falta de EPI's em supermercados da Grande Tijuca

Funcionários terceirizados não têm máscaras de proteção e filas se formam na entrada

Foto: Leonardo Pimenta

Foto: Leonardo Pimenta

Os clientes dos supermercados dos bairros da Grande Tijuca estão reclamando nas redes sociais sobre as filas de espera na porta de alguns supermercados e a falta de equipamentos de proteção para funcionários terceirizados. Segundo alguns consumidores, tem havido aglomeração na porta dos mercados e risco de transmissão da Covid-19 com a falta de EPI's para os terceirizados.



O portal Grande Tijuca visitou, nessa semana, tr√™s supermercados de duas redes que fazem parte da lista de reclama√ß√Ķes dos usu√°rios nas redes sociais para apurar as reclama√ß√Ķes dos moradores sobre o descumprimento de algumas medidas do Decreto n¬ļ 47.375, de 18/04/2020, da Prefeitura do Rio.


Foto: Leonardo Pimenta

No supermercado Super Prix, no Est√°cio, a nossa equipe verificou que todos os funcion√°rios usam os equipamentos de prote√ß√£o individual e que h√° a demarca√ß√£o de 1,5 metro entre os clientes. No entanto, foi constatada a falta de dispensadores de √°lcool 70% nos caixas, balc√Ķes de atendimento, clientes sem m√°scara e aglomera√ß√£o nas filas para pagamento e nos corredores de produtos.

Foto: Leonardo Pimenta

J√° nos Supermercados Mundial, visitamos as unidades da Pra√ßa da Bandeira e do Largo da Segunda-feira. Nossa equipe constatou positivamente que os funcion√°rios da rede utilizam equipamentos de prote√ß√£o, √°lcool 70% nos balc√Ķes de atendimento e que foram instaladas placas de acr√≠lico nos caixas para manter a dist√Ęncia e a demarca√ß√£o de 1,5 metros.

Foto: Leonardo Pimenta

Nossa equipe, também, observou filas grandes nas portas das duas unidades e na parte de latic√≠nios, com consumidores muito próximos uns dos outros, corredores superlotados e que os funcion√°rios terceirizados estavam sem equipamentos de prote√ß√£o.

Foto: Leonardo Pimenta

O Grande Tijuca entrou em contato com as redes de supermercados Mundial e Super Prix para que se pronunciassem sobre as reclama√ß√Ķes dos clientes e o que foi observado por nossa equipe.

A rede Supermercados Mundial disse em nota "que vem adotando todas as medidas necess√°rias desde o in√≠cio da quarentena, de acordo com os órg√£os reguladores de sa√ļde – Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (ANVISA), Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde (OMS) e Ministério da Sa√ļde – para impedir a prolifera√ß√£o do novo coronav√≠rus – COVID-19.

A rede j√° fornece aos colaboradores e clientes das 20 unidades, localizadas no Estado do Rio, todos os materiais e a√ß√Ķes protetivas essenciais, como √°lcool gel 70%, j√° disponibilizado nas lojas; todos os funcion√°rios receberam itens para prote√ß√£o individual, como m√°scaras e luvas; a higieniza√ß√£o das unidades, que teve sua frequ√™ncia aumentada; a sinaliza√ß√£o de faixas no ch√£o respeitando o espa√ßo de 1 metro e meio entre os clientes nas filas; a instala√ß√£o de placas de acr√≠lico nos caixas para manter dist√Ęncia entre funcion√°rios e clientes; além da libera√ß√£o dos colaboradores do grupo de risco desde o dia 18 de mar√ßo, sem perda salarial.

O Mundial também est√° realizando iniciativas para evitar a aglomera√ß√£o de pessoas nas unidades, como a suspens√£o das promo√ß√Ķes-rel√Ęmpago anunciadas nas lojas; redu√ß√£o da frequ√™ncia de veicula√ß√£o dos an√ļncios de propagandas nas grandes midias, como TVs e R√°dios; além da comunica√ß√£o constante de todos os locutores nas 20 unidades sobre todas as medidas de preven√ß√£o à COVID-19 dentro e fora da loja, principalmente sobre a import√Ęncia de manterem o distanciamento m√≠nimo dentro das filiais.

Desde a semana da P√°scoa, a rede também come√ßou limitar, em algumas unidades, a entrada de clientes por vez, a fim de evitar a alta concentra√ß√£o de pessoas dentro das suas lojas. Com a a√ß√£o, estamos reduzindo o n√ļmero de clientes dentro das unidades, como medida de seguran√ßa para eles e para nossos colaboradores.

O Mundial reitera ainda que est√° preparado e tomando essas e outras medidas preventivas para evitar a propaga√ß√£o do novo coronav√≠rus e manter seus colaboradores e clientes seguros, seguindo todas as orienta√ß√Ķes dos órg√£os citados acima."

A rede Unno/Super Prix foi procurada e em nota "esclarece que desde o in√≠cio da pandemia, adotou todas as medidas recomendadas pela OMS - Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde, a fim de proteger o p√ļblico e os funcion√°rios do cont√°gio por Covid-19, e evitar a prolifera√ß√£o de novos casos. Entre as medidas adotadas, todos os funcion√°rios receberam material de prote√ß√£o individual, como m√°scaras, luvas e prote√ß√£o face shield, todas as lojas s√£o higienizadas varias vezes ao dia, além de oferecerem dispositivos de √°lcool em gel. A equipe de supervisores também t√™m recomendado o distanciamento dentro das lojas e limitado o n√ļmero de pessoas, através de filas com espa√ßo de 1,5m de dist√Ęncia. A rede também tem orientado o p√ļblico a fazer as compras pelo delivery, que foi amplamente intensificado em todas as regi√Ķes, para evitar que as pessoas saiam se casa, colaborando com o isolamento social", conclui a nota