Prefeitura do Rio cria uma nova Gerência Local para atender as comunidades do Rio Comprido

Algumas comunidades do entorno continuarão sendo atendidas pela atual gestão dos bairros

Foto: Reprodução/Google Street View

Foto: Reprodução/Google Street View

A Prefeitura do Rio publicou, no Diário Oficial dessa terça (20), uma mudança na estrutura organizacional da Gerência Executiva Local do Rio Comprido. De acordo com a nova estrutura, as comunidades da Coroa, Escondidinho, Fallet, Fogueteiro e Prazeres passam a integrar a nova Gerência Executiva Local Comunidades do Rio Comprido, especialmente criada para atender essas localidades. Já as comunidades do São Carlos, Turano, Querosene e Mineira continuam sendo atendidas pela Gerência Executiva Local do Rio Comprido.

As Gerências Executiva Locais foram criadas para substituir as antigas Regiões Administrativas e são responsáveis pela gestão de serviços, fiscalização e comunicação com os moradores dos bairros atendidos.

O novo decreto ainda estabelece que além da função realizada pelos Gestores Executivos, os Gerentes Locais contarão com a ajuda de um assessor e dois assistentes administrativos.

A proposta de criar Gerências Locais para as comunidades já era um projeto antigo do Prefeito Eduardo Paes que visa à melhoria do atendimento e da execução de serviços públicos no município.

O novo gerente das comunidades do Rio Comprido ainda não foi divulgado pela Prefeitura do Rio, mas sua nomeação saíra, em breve, no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.