Dólar
Euro
Dólar
Euro
Dólar
Euro

MERDA pra todos

Modernizada, Prefeitura reabre Teatro Ziembinski

Equipamento cultural recebe fachada nova, rampa de acesso e um palco menor na área externa

Imagem de destaque da notícia

A Secretaria Municipal de Cultura reabre mais um teatro municipal reformado, modernizado e requalificado nesta sexta-feira (05/07). O Teatro Ziembinski volta a funcionar com a fachada repaginada e com exoesqueleto. Além disso, a instalação de uma rampa de acesso, um novo piso e pintura. Acessibilidade, modernização de instalações elétricas e sistema de incêndio e pânico são prioridades.

As reformas no Ziembinski não são apenas de recuperação, mas também toda a revitalização do entorno, requalificando a praça. Haverá, inclusive, um palco externo, carinhosamente apelidado de Zimbinha. A obra na parte de fora inclui iluminação e uma arquitetura para transformar o local e trazer aquele trecho à vida. O investimento é de aproximadamente R$ 4 milhões. 

O térreo ganhou um café e, no nível do palco, um camarim e banheiro adaptados para pessoas com deficiência. Haverá um aumento de 50% da capacidade de público, que vai de 100 a 153 lugares. O andar superior, onde funcionava uma sala antiga de ar-condicionado, será ocupado por uma sala de ensaio e para atividades administrativas. A escada interna que leva ao segundo piso foi retirada e substituída por uma escada na área externa.


O Ziembinski, este ano, foi desapropriado e comprado pela Prefeitura, portanto um patrimônio público em plena Tijuca. A localização não poderia ser mais oportuna.

A Secretaria Municipal de Cultura do Rio tem reformado, modernizado e requalificado 22 de seus equipamentos culturais, como parte do Cultura do Amanhã, o mais robusto e completo programa cujo investimento é de mais de R$ 75 milhões. 

O patrono Ziembinski, "pai do teatro brasierio moderno"

O ator e diretor teatral polones Zbigniew Marian Ziembinski (1908 - 1978) foi considerado o "pai do teatro brasierio moderno". E trouxe ao Brasil uma concepção estética moderna do "teatro como espetáculo". Na opinião de alguns críticos, seu nome foi definitivamente cravado na história em 1943, quando montou "Vestido de Noiva", de Nelson Rodrigues.

Atuou no TBC e no Teatro Cacilda Becker, mantendo sempre uma postura apolítica, à margem da efervescência teatral que acontecia no Arena e no Oficina, essencialmente "revolucionários". Foi ele o formador de muitos atores como Cacilda Becker, Fernanda Montenegro, Jardel Filho, Rubens Corrêa e Walmor Chagas, este último fundador do Teatro Ziembinski.

Teatro Ziembinski: Av. Heitor Beltrão s/nº, Tijuca. Altura da estação do Metrô São Francisco Xavier.


Deixe sua opinião

Leia estas Notícias

Acesse sua conta
ou cadastre-se grátis