Rato é visto 'fazendo compras' em mercado no Estácio

Roedor foi flagrado por consumidora em cima de saco de arroz

Foto: Augusta Vieira/ Consumidora

Foto: Augusta Vieira/ Consumidora

Uma consumidora de um supermercado no Est√°cio flagrou, na manh√£ desta quarta (15), um rato em uma prateleira do local. Segundo Augusta Vieira, que é cliente do mercado, tinha ido à feira próxima do estabelecimento e, ao meio-dia, resolveu fazer umas compras. A cliente foi pegar o arroz na prateleira do mercado e tomou um susto, quando viu o animal e tirou fotos para questionar a ger√™ncia.

"Sou cliente ass√≠dua do Prix, ent√£o, como hoje tinha feira, eu fui para comprar arroz. Aproveitei para comprar outras coisas e peguei, por √ļltimo, o arroz. Quando me abaixei para pegar o arroz na prateleira, vi o rato. Entrei em estado de choque. A minha √ļnica rea√ß√£o foi tirar algumas fotos para cobrar do gerente. Quando pedi para falar com ele, as funcion√°rias n√£o deixaram eu falar com ele, inclusive a caixa me falou que era algo normal e que havia um foco naquele mercado. Se existe um foco, ent√£o, por que deixar o mercado aberto dessa forma?, comentou Augusta Vieira.


Foto: Augusta Vieira/ Consumidora

O Portal Grande Tijuca j√° havia feito uma matéria, h√° cerca de duas semanas, sobre a interdi√ß√£o do mercado pela Vigil√Ęncia Sanit√°ria. De acordo com a Subsecretaria de Vigil√Ęncia Sanit√°ria e Controle de Zoonoses, na época, os fiscais estiveram no local, após tr√™s den√ļncias por problemas no estabelecimento, onde encontraram fezes de ratos em algumas √°reas, além do mau cheiro no setor de a√ßougue, e decidiram por interdit√°-lo. Os fiscais resolveram manter a interdi√ß√£o por mais cinco dias, depois de verificarem a perman√™ncia dos mesmos problemas encontrados, mas acabaram por reabri-lo dias depois.

A reda√ß√£o do Portal Grande Tijuca entrou em contato com a Subsecretaria de Vigil√Ęncia Sanit√°ria e Controle de Zoonoses e com a assessoria de imprensa, para que eles se pronunciassem sobre a perman√™ncia de roedores no estabelecimento e a reabertura sem a solu√ß√£o do problema.

A Subsecretaria de Vigil√Ęncia Sanit√°ria e Controle de Zoonoses disse em nota que "far√° nova inspe√ß√£o no supermercado que, dependendo do que for identificado, pode ser imediatamente interditado. Vale ressaltar que os estabelecimentos só s√£o desinterditados quando os fiscais atestam que, no momento da nova fiscaliza√ß√£o, todas as medidas exigidas na interdi√ß√£o est√£o cumpridas".

J√° a Rede Superprix, se pronunciou que lamenta o ocorrido e explica que o problema com ratos, foi causado por um foco generalizado, vindo de fora do supermercado, presente em todo o entorno, bem como em outras lojas e estabelecimentos da regi√£o, que também foram interditadas na mesma semana. A empresa explica que est√° tomando todas as medidas, e pedindo ajuda e autoriza√ß√£o à vigil√Ęncia sanit√°ria e órg√£os competentes, para estender a desratiza√ß√£o, a estabelecimentos vizinhos; de forma a sanar totalmente o problema e com isto também ajudar a comunidade local.
A loja foi visitada na semana passada, pelo regional da vigil√Ęncia sanit√°ria, com ótima avalia√ß√£o, mas mesmo assim, a ger√™ncia continua dedicada ao problema dos roedores na regi√£o.
Esta e todas as demais 15 lojas da rede, passam diariamente por processos rigorosos de higienização e sanitarização."