Cariocas descumprem interdição e frequentam áreas do Parque Nacional da Tijuca

O PNT continua fechado e a invasão é uma infração ambiental que pode gerar multa

Imagem: Foto postada na última semana / Reprodução do Instagram

Imagem: Foto postada na última semana / Reprodução do Instagram

Desde o dia 17 de março, quando as medidas restritivas de isolamento começaram a ficar mais rígidas, o Parque Nacional da Tijuca está fechado para visitação. Entretanto, muitas pessoas continuam desrespeitando o fechamento do local e invadindo as áreas pertecentes ao parque. Raphael Pazos é fundador da Comissão de Segurança no Ciclismo da cidade do Rio de Janeiro (CSC-RJ). Segundo ele, apesar das restrições, tem sido comum encontrar gente descumprindo a interdição.

"Centenas de pessoas invadem o parque diariamente, mesmo sabendo que o mesmo está interditado. Não trabalho no PNT, mas tentamos fazer um trabalho de conscientização aos ciclistas para respeitarem as regras. Porém, infelizmente, as pessoas sempre arrumam justificativas para o injustificável e só fazem o que lhes convém. Estamos junto com o PNT, trabalhando na criação do protocolo de reabertura do parque", afirmou Raphael.

Ele ainda ressaltou que da mesma forma que alguns ciclistas estão entrando na área de preservação ambiental do parque, existem diversos outros casos de desrespeito, como de pessoas que estão fazendo trilhas, por exemplo.

"São ciclistas, corredores, trilheiros e outros usuários normais do parque que desrespeitam as normas e regras de interdição. Infelizmente, essa é a postura de muitos em nossa sociedade. Egoísmo e individualismo imperam. O que nao falta são fotos! Aém de infrigir a interdição, as pessoas ainda postam a infracao mas redes sociais", lamentou.

Parque Nacional da Tijuca estuda plano de reabertura

Em uma pesquisa no Instagram, é possível encontrar diversas imagens postadas por pessoas que estiveram no local recentemente.

Imagem: Foto postada na última semana / Reprodução do Instagram

Imagem: Foto postada na última semana / Reprodução do Instagram

Vale destacar que, no início do mês de junho, o Parque Nacional da Tijuca emitiu uma nota sobre a possibilidade da aplicação de uma multa para quem desrespeitasse as medidas preventivas. Na ocasião, o PNT também informou que as trilhas, cachoeiras, a Pedra da Gávea, a Pedra Bonita, o Mirante da Cascatinha, o poço da Cascatinha Taunay, o Parque Lage e todos os outros pontos continuavam fechados. Desse modo, a entrada não autorizada nestes lugares constitui uma infração ambiental prevista no Plano de Manejo do Parque, com possível aplicação de multa de até 10 mil reais.

Parque Nacional da Tijuca anuncia que pode reabrir em julho

Na última sexta (26), o PNT anunciou que pode reabrir, gradualmente, no mês de julho. Contudo, a reabertura vai depender do cumprimento de um protocolo e da taxa de incidência da Covid-19 no Rio de Janeiro.