Vendedor de vassouras da Tijuca: 'não imaginava que teria tanta repercussão'

Natural de Mesquita, Estevam revelou que vende 30 vassouras por dia

Vendedor de vassouras da Tijuca: 'não imaginava que teria tanta repercussão'

Uma vida baseada na fé em Deus. Esse é o lema do vendedor de vassouras Estevam Silva, que percorre pelas ruas da Tijuca e que foi reportagem do portal Grande Tijuca (veja aqui), quando foi flagrado orando antes de ir trabalhar. A história comoveu as redes sociais e muitos querem ajudar o vendedor.

Natural de Mesquita, na Baixada Fluminense, Estevam tem 34 anos, casado e tem dois filhos. Ele admite que ficou assustado com a repercussão do vídeo e da reportagem do GT.

"As pessoas na rua me param. Em Mesquita, então, onde moro, muitos falam do vídeo, da reportagem de vocês. A gente tem fé em Deus e a fé remove montanhas. Sou humilde, trabalhador e Deus fez acontecer. Compro vassouras na Baixada, em Mesquita e revendo. Sempre oro para Deus ter um bom dia de trabalho, na minha humildade e timidez, sempre desejando bom dia e boa tarde pra todos", revela Estevam, que vende, em média 30 vassouras por dia

"Começo na estação São Cristóvão e venho andando pela Rua do Matoso, Haddock Lobo, Conde do Bonfim, Saens Pena, Uruguai. Começo às 09h e lá para as 17h volto pra casa".

Estevam diz que o ritual da oração é usado para tudo. E tem um sonho.

"Desde criança tenho fé em Deus. Sempre. A vida não é fácil, mas creio em Deus e na força do Senhor. Ganho, em média, 100 reais por dia de lucro. Sonho ter uma fábrica de vassoura. E fazer uma casinha, em cima da casa do meu irmão, que tem espaço. Hoje vivo de aluguel. E que Deus possa me conceder isso", finalizou.

Quem desejar ajudar Estevam, pode entrar em contato com ele pelo telefone (21) 98326 8955