Vídeo mostra momento em que moto é furtada do Shopping Tijuca

Após dez dias do ocorrido, vítima diz que shopping quer pagar valor menor e não oferece solução

Vídeo mostra momento em que moto é furtada do Shopping Tijuca

O vendedor Charles Ribeiro Junior, que teve sua moto furtada no interior do Shopping Tijuca no último dia 10, acusa o estabelecimento de tentar pagar um valor abaixo do que a moto dele valia, além de não querer negociar um valor por danos morais. Segundo Charles, o shopping continua não agindo de forma correta com ele, que trabalha no centro comercial.

"Já se passaram dez dias e não resolveram a situação. Não me pagaram e ainda estão alegando que não tenho direito a danos morais. Além disso, querem pagar um valor bem abaixo do que paguei na moto, que ainda está financiada. Se eu fosse um cliente, eles não estariam me tratando assim", lamentou Charles.

"Eles estão me limitando. Eu não usava a moto somente para trabalho, era meu veículo de locomoção, fazia de tudo com ela. O funcionário que me atendeu ainda disse que eu não tenho mais direito porque meus advogados aceitaram a proposta, mas não houve acordo algum", relatou.

Em nota, o Shopping Tijuca informa que "desde o dia do ocorrido (10 de maio), realizou o protocolo de atendimento ao cliente, prestando todo o auxílio necessário. Inclusive, disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para a polícia e, desde então, segue em contato com os representantes legais do cliente para dar andamento ao caso. Além disso, o shopping segue à disposição para esclarecer eventuais dúvidas".

Ação criminosa

O portal Grande Tijuca teve acesso às imagens do criminoso furtando a motocicleta no estacionamento. Nas imagens, é possível verificar que um outro cúmplice estava com o criminoso, chegaram numa moto e ambos saíram juntos do shopping. O crime ocorreu por volta das 21h45.