Dona de clínica de estética abandona negócio para cuidar da saúde

Wania Tavares, a 'Rainha das Plásticas', é acusada pela Polícia Civil de homicídio doloso pela morte de funkeira

Dona de clínica de estética abandona negócio para cuidar da saúde

A empres√°ria Wania Tavares, a "Rainha das Pl√°sticas", anunciou que est√° se afastando da clínica de estética. Wania, que est√° sendo indiciada por homicídio doloso (quando h√° inten√ß√£o de matar) após a morte da funkeira MC Atrevida em julho de 2020, onze dias depois de fazer procedimento estético em seu estabelecimento, obteve habeas corpus, onde responder√° em liberdade o inquérito. Mas ao portal Grande Tijuca, com exclusividade, afirmou que vender√° sua clínica, principalmente para cuidar de sua saúde.

"Virou o ano e decidi n√£o trabalhar mais com cirurgia pl√°stica. Estou com minha saúde muito debilitada. Preciso me cuidar e a clínica est√° sendo vendida. Vou ter que operar rim, vesícula e n√£o consegui risco cirúrgico porque meu colesterol e triglicerídeos est√£o nas alturas. Tem veia na carótida que est√° 20% obstruída", afirmou Wania.

Em dezembro de 2020, Wania j√° havia dito ao portal que estava à base de calmantes.

Wania afirmou que j√° arrumou comprador para a clínica, que fica localizada no Grajaú. A empres√°ria alegou que todo o processo do inquérito movido contra ela n√£o afetou somente sua saúde.

"Imagina como fica a cabe√ßa da gente sendo acusada de respons√°vel pela morte de uma pessoa. Como? Nunca operei ninguém, sempre fui administrativa, sempre tive clientes satisfeitos. Mas, de repente, virei assassina. Isso me levou à depress√£o, tomo remédios. Lutei tanto para provar inoc√™ncia, em v√£o. Agora, com o habeas corpus, poderia retomar aos poucos minha vida, mas n√£o d√°".