Manutenção do sistema Guandu fará Rio ficar sem água a partir de quinta (25)

Sistema deverá ser reestabelecido em até 72 horas, segundo a Cedae

Manutenção do sistema Guandu fará Rio ficar sem água a partir de quinta (25)

Como parte da preparação da Cedae para o Verão 2021/2022, a companhia fará a manutenção preventiva do Sistema Guandu no dia 25/11, das 8h às 20h. O serviço mobilizará 400 profissionais entre engenheiros, eletricistas, mecânicos e agentes de saneamento, além de 28 veículos na operação. Composto pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu e dois subsistemas de água tratada, Marapicu e Lameirão, o sistema é responsável pelo abastecimento de mais de 9 milhões de pessoas - o que representa 85% no Município do Rio de Janeiro e 70% da Baixada Fluminense.

A ação permite reparos e correções necessárias, como limpeza das estruturas, inspeção das instalações e substituição de válvulas e registros. Executada todos os anos, a operação este ano coincide com obras de modernização do sistema, como explica o diretor de Saneamento e Grande Operação da Cedae, Daniel Okumura:

"Vamos paralisar o sistema para fazer os reparos preventivos para o período do ano em que a estação é mais demandada. Paralelamente, as obras de modernização do Guandu focadas na melhora da eficiência do processo de tratamento da ETA seguem em andamento, o que vai gerar reflexos positivos já no próximo Verão".

Investimento de R$ 800 milhões, as obras do Guandu incluem aquisição de novos equipamentos e reforma das instalações. Essas intervenções incluem modernização dos filtros, eficientização do processo de limpeza dos decantadores, substituição de válvulas, reformulação do Centro de Controle Operacional (CCO) e do sistema de monitoramento.

Desligamento e normalização do abastecimento

O Sistema Guandu precisa ser desligado por 12 horas durante a operação, interrompendo temporariamente o fornecimento de água para os municípios do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis e Belford Roxo.

O abastecimento será retomado após a conclusão da manutenção, mas em alguns pontos das cidades, como ruas elevadas, por exemplo, o fornecimento poderá levar até 72 horas para normalizar.

Durante o período, a Cedae organizou esquema especial para atender com carros-pipa hospitais, unidades do Corpo de Bombeiros, escolas e demais serviços essenciais nas áreas de atuação da Companhia. Também será feito contato frequente com a empresa Águas do Rio, responsável pela distribuição de água em 124 bairros do Município do Rio e cidades da Baixada Fluminense afetadas pela paralisação.

A companhia recomenda à população que reserve água para o período, adiando tarefas não essenciais que exijam grande consumo. Clientes da Cedae podem pedir o abastecimento por caminhão pipa pelo telefone 0800-282-1195.

Para mais informações sobre as áreas de atuação da Cedae e da Águas do Rio, a Companhia disponibiliza em sua página oficial ferramenta que indica a concessionária responsável pelo atendimento em cada bairro do Rio. O mapa dinâmico também mostra cidades que aderiram à segunda etapa do leilão de concessão, prevista para dezembro. Acesse pelo link: https://cedae.com.br/localizar

Entenda o caminho da água

Desde o dia 1º de novembro, quando a Águas do Rio passou a operar em 27 cidades, o fornecimento de água funciona da seguinte forma:

- A Cedae retira a água dos mananciais e leva até uma estação para tratamento;

- Esta água tratada é vendida para a Águas do Rio, que distribui para a população;

- Em seguida, o esgoto é coletado e tratado pela nova concessionária;

- A Água é devolvida aos rios e ao mar sem causar dano à natureza.

Como a população pode ajudar

Durante o período em que o abastecimento ficar prejudicado, é importante que a população economize água. Algumas dicas são importantes para que as pessoas não fiquem sem água:

· Quem tem cisternas ou caixas d´água deve enchê-las até o dia 24/11;

· Condomínios podem gerar economia interrompendo o fornecimento nos horários de pouco uso (consumo);

· Evitar regar jardins;

· Adiar a lavagem de roupas, carros e calçadas;

· Tomar banhos mais curtos;

· Desligar a torneira ao escovar os dentes e lavar as mãos;

· Juntar as louças e as ensaboar e enxaguar de uma vez.