Rachadura no Shopping Tijuca deixa consumidores em alerta

Vídeo que circula nas redes sociais mostra que junta de dilatação abriu

Rachadura no Shopping Tijuca deixa consumidores em alerta

Uma enorme rachadura em um dos estacionamentos do Shopping Tijuca tem causado medo em clientes do estabelecimento comercial. Nas imagens obtidas pelo portal Grande Tijuca, há rachadura de uma pilastra a outra, com farelo de concreto caindo sobre os veículos estacionados.

"Rachadura no teto do Shopping Tijuca, chega até cair pó (de concreto) em cima do carro. Olha o tamanho da rachadura. Isso aqui é pra mandar pro CREA. De coluna a coluna, de fora a fora", aponta o vídeo.

E segundo especialistas do CREA-RJ, esse tipo de rachadura não é normal.

"Parece uma junta de dilatação que foi fechada na laje e que abriu. Duas colunas e uma junta vertical. A junta de dilatação é justamente para permitir deslocamentos horizontais. É necessário fazer uma investigação cuidadosa para ver a origem do problema e apresentar uma solução. Isso não é normal, ter uma rachadura de, no mínimo, de 8 metros de extensão na laje", explicou o engenheiro Antônio Eulálio, conselheiro do CREA-RJ, coordenador adjunto da Câmara de Engenharia Civil do órgão, e especialista da Patologia das Estruturas (diagnóstico das "doenças" do concreto) e de pontes e grandes estruturas.

Ele ainda recomenda que Defesa Civil efetue uma vistoria no local e se pronunciar por meio de um parecer técnico.

A Prefeitura informou, em nota, "que a Defesa Civil foi acionada para vistoria no local e não constatou risco iminente na estrutura".

Já o Shopping Tijuca informou que "as imagens mostram a área onde há uma junta de dilatação, espaçamento necessário e comum deixado entre placas de concreto. Não há qualquer risco estrutural. A inspeção periódica de toda a estrutura é realizada por consultores e atesta a total segurança do espaço".

Memória

Em janeiro de 2016, houve uma queda parcial de um pedaço do teto do shopping. A queda ocorreu em horário de funcionamento e reportagens publicadas na época relatam que os clientes que transitavam no shopping se desesperaram e saíram correndo. Antes da queda, uma forte goteira já "avisava" que poderia ocorrer algo, segundo testemunhas na época. Na ocasião, a assessoria do shopping esclareceu que "houve uma avaria em uma tubulação de água. Foi necessário o isolamento momentâneo de parte do piso L0 para secagem e manutenção da área. O shopping funcionava normalmente".

Em dezembro de 2020, um rato foi flagrado na praça de alimentação do shopping. Na ocasião, o roedor subiu até nas pernas de um cliente. A assessoria do shopping informou, na ocasião, que realizava dedetização e inspeções periódicas em todo estabelecimento. E que iria solicitar reforço no trabalho de dedetização feito à época".