Club Municipal completará 89 anos de história na Tijuca

Luís Paredes e Cesar Daflon falam sobre a volta das atividades na sede

Foto: Leonardo Pimenta

Foto: Leonardo Pimenta

A Associação dos Servidores Públicos Club Municipal irá completar, na próxima quarta (17), 89 anos de história na Tijuca. O clube conhecido como o "quartel general dos Servidores Públicos" tem grande relevância no âmbito social, cultural e esportivo. No esporte, o clube é referência na prática da modalidade do tiro com arco, tênis de mesa, xadrez, sinuca, futsal e basquete. Nesta modalidade, disputou todas as categorias, da base até adulto, sendo vice-campeão em 2009 no Campeonato Carioca de Basquete, categoria sub 13, campeão do Campeonato Carioca em 2010, vice-campeão do Campeonato Sul-americano de basquete, categoria sub 14, e campeão da Copa Vitória, categoria sub 14 em 2011. A atleta Ibukunoluwa Tinoula Marilia Nascimento Awe foi convocada para a Seleção Brasileira Sub-17, sendo Campeã Sul Americana em 2015. Já na área social, o clube é conhecido pela feijoada, acompanhada de uma excelente roda de samba, os bailes dançantes mais animados e por trazer shows de grandes nomes da música, como Elymar Santos, Benito de Paula,Toninho Gerais, Dudu Nobre e o grupo Swing Simpatia.

Foto: Leonardo Pimenta

O presidente do Club Municipal, Luís Cosme Paredes Dias, e o 1º vice-presidente Júlio Cesar Moreira Daflon, que assumiram o clube para mais um mandato de 2021 a 2025, relataram ao portal Grande Tijuca a grande luta para manter as sedes na Tijuca e em Angra dos Reis e os planos para o próximo ano.

"A história do Club Municipal começou com a ideia de três funcionários públicos, Alberto Woolf Teixeira, José Seabra Fagundes e Mário Mello, em 1932. É um clube que foi fundado para ajudar e lutar pelo funcionário público municipal, estadual e federal e que atendia a todos esses funcionários em suas reivindicações. Aqui também foi o point do Basquete, trazendo Vasco, Flamengo e o timaço do Oscar, mas, nesse novo mandato, a ideia é colocar o clube de novo no trilho, porque ficamos dois anos parados. Como não podia ter festa e nem nada em função da pandemia, aproveitamos esse período para fazermos várias obras pontuais, como a troca do telhado na sede Angra dos Reis e no sexto andar aqui do clube. Agora, com a volta dos sócios, vamos começar a abrir a piscina, voltar com o futebol de salão e o basquete", disse o Luís Paredes.

"Nesse ano nós só estamos fazendo a roda de samba e a feijoada que foi autorizada pelas autoridades. Eu e o presidente estamos fazendo uma feijoada por mês desde julho. Nós teremos a próxima feijoada com a presença do Chacal do Sax, com o Julinho Timbau, que é o sobrinho do Zeca Pagodinho, o Batuque na Cozinha e o Swing Carioca. No mês passado, fizemos um evento com o Dudu Nobre, além dos bailes que vêm sendo realizados há três mandados, que são os de domingo e segunda-feira. Ano que vem, vamos trazer muito mais atrações", disse Cesar Daflon.

A sede na Tijuca possui um prédio em uma área de 4000 m2 , com seis andares, que possuem um salão nobre, uma boate, um salão de festas, salas para cursos, um auditório, consultório dentário, três piscinas, sendo uma semiolímpica, uma quadra externa poliesportiva, academia de ginástica e musculação, fisioterapia, saunas masculina e feminina, salas de xadrez e tênis de mesa, salão de sinuca, dois salões de dança, ballet, bares, salão de beleza, ginásio e um stand exclusivo de tiro com arco.