Governo do Estado anuncia entrada da Águas do Rio em 1º de novembro

Concessionária assume os serviços de água e esgoto em 124 bairros da capital

Governo do Estado anuncia entrada da Águas do Rio em 1º de novembro

O Governo do Rio bateu o martelo e, a partir de 1º de novembro, a concessionária Águas do Rio assume os serviços de água e esgoto em 124 bairros da capital e outros 26 municípios. O anúncio da data de início da operação foi feito pelo governador Cláudio Castro, nesta quinta-feira (14/10), em visita à sede da empresa no Porto Maravilha. A decisão garante a antecipação de investimentos diretos no estado: segunda parcela da outorga, no valor de R$ 2,3 bilhões - além dos R$ 10 bilhões já pagos na assinatura do contrato - e início das obras de infraestrutura que beneficiarão cerca de 10 milhões de pessoas.

"Resolvemos antecipar a entrada da Águas do Rio porque percebemos que a empresa está madura para assumir o desafio e isto vai antecipar os investimentos em melhorias para a população, que é o mais importante de todo este processo de concessão", afirmou o governador Cláudio Castro.

Desde maio, a Águas do Rio se prepara para assumir a operação plena. A empresa investiu R$ 10 milhões no Centro de Operações Integradas (COI), que é um dos mais modernos no segmento de saneamento básico no país. As contratações de funcionários já estão em andamento, priorizando a mão de obra local, e até o fim do mês serão mais de 1.600 novos colaboradores, com previsão de chegar a 5 mil empregos diretos em dezembro e outros 15 mil indiretos ao longo da operação.

"A Águas do Rio está pronta para assumir esse desafio. Temos desafios grandes como despoluir a Baía de Guanabara e resolver problemas como a falta de água. Vamos apresentar à população um novo conceito de empresa de saneamento no estado do Rio de Janeiro", afirmou o presidente da Águas do Rio, Alexandre Bianchini, antes de apresentar o COI ao governador.

Durante a visita, o governador afirmou que a concessionária está pronta para assumir em novembro, uma vez que a empresa acelerou o processo de contratação de funcionários, o treinamento das equipes e investimentos robustos em tecnologia.

"Já está perceptível a transformação pela qual o estado está passando e vai seguir passando. Somos o primeiro estado a aderir ao marco regulatório, somos o espelho para o Brasil e para o mundo, dando perspectiva de emprego, de coleta de esgoto, além do benefício direto ao meio ambiente. E tudo foi feito de forma transparente e técnica", afirmou o governador, agradecendo, ainda, a parceria da Cedae durante todo o período de operação assistida junto à Águas do Rio.

Centro de Operações Integrado

O anúncio da data de início da operação foi feito em visita ao COI, que já monitora, em tempo real, mais de mil pontos de distribuição de água e a previsão é de que outros 2 mil sejam instalados em locais estratégicos dos sistemas. Ele dispõe de softwares e equipamentos automatizados capazes de analisar inúmeras variáveis, como pressão, vazão, temperatura, energia e produtos químicos, otimizando a gestão dos sistemas de água e esgoto.

"Essa tecnologia vai impactar na eficiência operacional, na transparência das informações, na regularidade dos serviços prestados para os fluminenses, transmitindo confiabilidade na operação e credibilidade aos clientes", afirmou Bianchini, antes de explicar que o COI usa inteligência artificial e IoT (Internet das Coisas) para realizar análises preditiva e fazer com que a tomada de decisão cada vez mais assertiva