Queda de reboco do Elevado Paulo de Frontin preocupa moradores e motoristas

Viaduto necessita de manutenção e corre risco de queda

Foto: Divulgação/COLMEA

Foto: Divulgação/COLMEA

Moradores e comerciantes do Rio Comprido e da Praça da Bandeira estão preocupados com a queda constante de reboco e a exposição de vigas do Elevado Paulo de Frontin, que une os bairros da Cidade Nova, Estácio, Praça da Bandeira e Rio Comprido. Segundo moradores, na manhã desta segunda (04), novos pedaços de concreto da estrutura do viaduto foram vistos no chão da Av. Paulo de Frontin na altura da Praça da Bandeira.

"Estou eu passando pela Paulo de Frontin e aí me deparo com isso aqui no viaduto. Vários desses rebocos caídos no chão. Isso aí caiu lá de cima. Está despedaçando", disse o morador.

O Elevado Engenheiro Freyssinet, conhecido popularmente como Paulo de Frontin, vem apresentando vários problemas em sua estrutura, como a queda de concreto, vigas corroídas pela ferrugem em exposição e plantas em vários pontos. Os pedaços de concreto vêm caindo por vários pontos do elevado e já caíram em cima de veículos, o que é um risco também para quem transita com veículos pelo local. A Comissão de Defesa Civil da Câmara de Vereadores do Rio, no ano de 2018, chegou a apresentar um relatório com fotos e documentos questionando a Secretaria Municipal de Obras, atualmente Secretaria Municipal de Infraestrutura, sobre o risco de uma possível queda ou desplacamento da estrutura e até infiltração, carbonatação do concreto e armadura aparente com sinais de corrosão. O documento cita ainda que existe um projeto para recuperação estrutural, contudo ainda sem previsão orçamentária.

Foto: Divulgação/COLMEA

O portal Grande Tijuca entrou em contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura da Prefeitura do Rio para saber sobre a situação do viaduto e a queda de pedaços da estrutura e se já existe uma verba para a obra de recuperação do elevado.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura informou em nota que "vai enviar uma equipe ao local para vistoriar e tomar as devidas providências".