Prefeitura inaugura nova sede do CRAS na Mangueira

Conselho funcionava nos fundos de uma creche

Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Assist√™ncia Social, inaugurou, nesta quinta (24), a nova sede do CRAS (Centro de Refer√™ncia de Assist√™ncia Social) Adalberto Ismael de Souza, que atende fam√≠lias em situa√ß√£o de vulnerabilidade social nos bairros de Mangueira, Benfica, S√£o Cristóv√£o e Leopoldina. Somente este ano, foram 6.130 atendimentos naquela regi√£o, no trabalho preventivo de garantia de direitos como obten√ß√£o de documentos e acesso a programas sociais.

"O CRAS é onde se recebe as pessoas mais vulner√°veis dessa cidade. Quando vai receber o aux√≠lio emergencial e n√£o sabe o que fazer, por exemplo, ela vai no CRAS. Esse espa√ßo é uma refer√™ncia para essa parcela da popula√ß√£o, que antes precisava frequentar a sede antiga, num local de dif√≠cil acesso. Estar aqui na Vila Ol√≠mpica da Mangueira significa que a gente vai poder ampliar o nosso atendimento", disse a secret√°ria Laura Carneiro, que estava acompanhada do subprefeito do Centro, Leonardo Pav√£o.

Entre outros servi√ßos oferecidos pelo CRAS, est√° a inscri√ß√£o no Cad√önico, pelo qual o cidad√£o passa a ter acesso a programas como o Bolsa Fam√≠lia, de habita√ß√£o e de erradica√ß√£o do trabalho infantil, além de ter direito a carteira de idoso, isen√ß√£o no pagamento de taxa de concursos, tarifa social de energia elétrica ou Benef√≠cio de Presta√ß√£o Continuada.

Uma das usu√°rias h√° 15 anos é Selma Rodrigues Concei√ß√£o Beatriz, 63 anos, moradora da Mangueira desde que nasceu. Ela se cadastrou para receber o Bolsa Fam√≠lia, inscreveu a filha no Programa de Erradica√ß√£o do Trabalho Infantil (Peti) e toda a fam√≠lia passou a receber acompanhamento do Servi√ßo de Prote√ß√£o e Atendimento Integral à Fam√≠lia (Paif). Dona de uma venda em sua própria casa, Selma criou sozinha os dois filhos, um homem e uma mulher, e ainda ajuda na cria√ß√£o de quatro netos. Leonan, de apenas 8 anos, tem problema cong√™nito no estômago e precisa usar bolsa de colostomia. O CRAS encaminhou o menino para o atendimento de sa√ļde e conseguiu o Benef√≠cio de Presta√ß√£o Continuada (BPC).

"A Selma é uma pessoa muito alto astral, é uma fam√≠lia bonita. Trabalhar hoje na √°rea social requer muito mais acolhida e escuta. Nesse mundo globalizado e corrido, as pessoas n√£o t√™m mais paci√™ncia para escutar os outros. Trabalhar com a dor do outro nos faz crescer e evoluir" – contou Edna Ferreira, pedagoga que dirige o CRAS da Mangueira h√° 20 anos.

A sede antiga ficava na Avenida Bartolomeu de Gusm√£o, Parque da Candel√°ria, desde 1990, funcionando nos fundos de uma creche. Só que o prédio foi interditado pela Defesa Civil, após a queda de uma √°rvore centen√°ria sobre o telhado. Ao se transferir para a Vila Ol√≠mpica da Mangueira, o CRAS poder√° apoiar fam√≠lias que j√° utilizam os servi√ßos das secretarias instaladas no local Sa√ļde, Educa√ß√£o e Esportes, fortalecendo os v√≠nculos sociais e familiares por meio de atividades educativas e l√ļdicas.


São 535 famílias com acompanhamento integral

Além dos atendimentos, este ano o CRAS Adalberto Ismael de Souza est√° acompanhando 535 fam√≠lias com medidas de prote√ß√£o e atendimento integral, e mant√™m 198 participantes de seu servi√ßo de conviv√™ncia e fortalecimento de v√≠nculos. O espa√ßo conta com profissionais de assist√™ncia social, psicologia e pedagogia.

A cidade do Rio tem rede de 47 CRAS, que realizaram 375.368 atendimentos, nos cinco primeiros meses deste ano, 27% a mais do que os 294.385 realizados no mesmo período em 2020.