Moradores relatam crescimento de moradores em situação de rua na praça Afonso Pena

Pelo menos quatro pessoas vivem na antiga loja da Julio Bogoricin

Moradores relatam crescimento de moradores em situação de rua na praça Afonso Pena

Moradores do entorno da praça Afonso Pena relataram a presença de moradores em situação de rua que se instalaram na antiga loja da Julio Bogoricin, na Rua Campos Sales com a Dr. Satamini, na Tijuca. Segundo relatos, a grade que ficava isolando a área já havia desaparecido. Pelas imagens recebidas pelo portal Grande Tijuca, pelo menos quatro pessoas estariam fazendo das marquises da loja como lar.

A principal preocupação dos moradores é que pequenos furtos e roubos possam ocorrer na área.

Procuramos a Secretaria Municipal de Assistência Social que, em nota, informou que enviará equipe de abordagem especializada ao local para avaliar a situação. Caso se verifique que são de fato moradores se rua, serão realizados os atendimentos necessários. No caso de serem invasores, a Assistência Social não tem ingerência e é necessário buscar força policial.

Lembramos que as ações de abordagem seguem estritamente a Política Nacional de Assistência Social no que se refere aos direitos humanos e só acolhe as pessoas que assim desejarem, conforme estabelece a legislação. Esse tipo de solicitação também pode ser realizado pela população pelo canal 1746 da Prefeitura.

Desde o início da nova gestão, as equipes da Assistência Social têm realizado ações integradas de acolhimento e mapeamento da população em situação de rua em toda a cidade, em especial na Zona Sul e Centro, regiões que mais concentram essa população. De 1 de janeiro a 29 de abril, foram realizados 41.042 atendimentos, 8.213 encaminhamentos de casos para outros órgãos e 2.793 acolhimentos em unidades de reinserção social. Nessas ações, que também têm como objetivo a prevenção à covid-19, também foram distribuídas 11.880 máscaras, 13.241 lanches e 12.055 águas