Torcida do Flamengo se aglomera no entorno do Maracanã

Antes do jogo contra o Internacional, milhares de pessoas se encontram ao redor do est√°dio

Foto: Reprodução de internet

Foto: Reprodução de internet

Um grupo grande de torcedores do Flamengo ocupou, na tarde desse domingo (21), o entorno do Maracan√£. Policiais militares estiveram no local, dispersando o grupo que estava aglomerado e sem m√°scara em frente à rampa do Belini. V√≠deos nas redes sociais mostram v√°rios torcedores sem m√°scara com camisas e faixas do time na entrada próxima da av. Radial Oeste.

O time do Flamengo joga hoje contra o Internacional no Est√°dio do Maracan√£ pela 37¬į rodada do Campeonato Brasileiro. Com a epidemia do Coronav√≠rus, a Prefeitura do Rio proibiu a torcida nos est√°dios para evitar aglomera√ß√£o. Os times t√™m jogado sem torcida. De acordo com os √ļltimos dados epidemiológicos, a cidade do Rio de Janeiro continua com alto √≠ndice de cont√°gio pela Covid-19.

Procuramos a Prefeitura. Em nota, diz que "a seguran√ßa no est√°dio do Maracan√£ e seu entorno é de responsabilidade da Pol√≠cia Militar.

A Guarda Municipal do Rio atua com 70 agentes em apoio ao jogo entre Flamengo x Internacional. A a√ß√£o tem foco na fluidez do tr√°fego, com fiscaliza√ß√£o e controle dos pontos de bloqueios ao tr√Ęnsito, implantados no entorno e acessos ao est√°dio. Equipes da Coordenadoria de Fiscaliza√ß√£o de Estacionamento e Reboques também atuam no entorno do est√°dio para coibir o estacionamento irregular.

H√° ainda equipes atuando no ordenamento urbano e no comboio coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem P√ļblica, com integrantes do Instituto Municipal de Vigil√Ęncia Sanit√°ria e Coordenadoria de Controle Urbano, para fiscaliza√ß√£o de estabelecimentos e coibir a presen√ßa de ambulantes irregulares, além das infra√ß√Ķes sanit√°rias que sejam flagradas pelos agentes".

J√° a Pol√≠cia Militar, em nota, diz que "segue à disposi√ß√£o para apoiar as necessidades solicitadas pelos órg√£os fiscalizadores em suas respectivas atribui√ß√Ķes.

Cabe ressaltar ainda que a Corpora√ß√£o tem desenvolvido um amplo trabalho de conscientiza√ß√£o desde o in√≠cio da pandemia e que, muito mais do que uma quest√£o de seguran√ßa p√ļblica, esta é uma quest√£o de respeito ao próximo.