Médica agredida no Grajaú tem alta após pegar Covid pela segunda vez

Ticyana D"Azambujja agradeceu todo o apoio que recebeu durante a internação

Médica agredida no Grajaú tem alta após pegar Covid pela segunda vez

Internada desde o último dia 10 de novembro após contrair Covid-19 pela segunda vez, a médica Ticyana D"Azambujja recebeu alta do hospital na tarde do último s√°bado (14). A informa√ß√£o foi confirmada por ela que comemorou a cura em um post em seu perfil no Facebook.

Ticyana havia contraído a doen√ßa pela segunda vez, a primeira vez tinha sido em abril, um m√™s depois do episódio em que foi agredida pelos participantes de uma festa clandestina que ela mesma denunciava no Grajaú.

"Depois do susto, a alta! Hora de me recuperar em casa. Voltar à minha vida normal, cuidando dos meus pacientes e do meu filhinho! E chega de Covid-19, nesse ano! Duas vezes foi mais que eu imaginava! Obrigada a quem me enviou apoio e carinho. E cuidem-se, por favor", postou ela junto com uma foto mostrando a recupera√ß√£o.

Processo ainda em andamento

No próximo dia 23 est√° marcada uma audi√™ncia para julgar o episódio da agress√£o. Em julho a Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu o inquérito que indiciou 14 pessoas que est√£o agora respondendo por infra√ß√£o sanit√°ria.

J√° os agressores de Tyciana, Rafael Presta e Rafael Pereira, responder√£o pelo crime de les√£o corporal grave e podem ter uma pena de até cinco anos de pris√£o. Enquanto as outras tr√™s pessoas que também bateram na vítima ser√£o enquadradas por les√£o corporal leve.