O despertar da consciência

É meu desejo de todo coração e espero que um dia todas as pessoas alcancem ele, pois assim o mundo será um lugar muito melhor!

Para entender o que é o Despertar, é necessário compreender que a maioria da humanidade vive em um estado de Consciência adormecida, que eu costumo chamar de Piloto Automático. A causa desse "sono profundo" em que vive a humanidade está no apego pelo nosso ego e fascinação pelas coisas materiais e se esqueceram completamente da importância de olharem para dentro e se conectarem com elas mesmas através de um processo de auto conhecimento.

Uma nova fase se inicia…

Esta nova era anuncia um momento sem igual para a humanidade, estamos motivando o fim de uma velha forma de viver, para dar espaço a uma nova era de inovações, de tecnologias inimagináveis, de buscas com novos valores, crenças e prioridades.

Onde há Despertar não há Ego!

Para encararmos essa nova realidade dependemos de uma mudança interna radical em cada um de nós. Precisamos nos livrar do controle do ego, pois essa é a fonte de todo o sofrimento humano. Sob o domínio do Ego, somos incapazes de ver a dor que infligimos, a nós mesmos e aos outros.

É o julgo duro do ego que nos aprisiona no nosso instinto animal mais básico, o modo de luta ou fuga, que nos tira da criação e nos joga na sobrevivência.

Nos sentimos ansiosos, estressados, depressivos, empurramos a vida com a barriga, tentamos resolver conflitos na base da força, combatemos a intolerância com mais ódio e intolerância, estamos sempre reagindo e com isso parece que não saímos do lugar. Esse é o Piloto Automático.

Os 12 Sinais abaixo vão te ajudar a identificar se você já atingiu, ou está em um processo para atingir este Despertar:

Segundo Jiddu Krisnhamurti – um dos maiores filósofos e pensadores do século 20. Uma pessoa que está próxima de um despertar da consciência, experimenta alguns desses "sintomas". @canalalmasimples

1 – Uma tendência crescente de deixar as coisas acontecerem ao invés de tentar controlá-las;

2 – Ataques frequentes de alegria, sorrisos sem explicação e explosões de risos a qualquer momento;

3 – Sensações de estar intimamente conectado aos outros e à natureza;

4 – Episódios frequentes de apreciação e admiração das coisas simples;

5 – Uma tendência de pensar e agir espontaneamente com amor, no lugar do medo baseado na experiência passada;

6 – Uma nítida habilidade de viver cada momento;

7 – Uma perda da habilidade de se preocupar;

8 – Uma perda do desejo por conflito;

9 – Uma perda de interesse por tomar as coisas como pessoais;

10 – Uma perda de apetite em julgar o outro;

11 – Uma perda de interesse em julgar a si mesmo;

12 – Uma inclinação em dar sem esperar nada em troca."